Tel: (11) 4221-8254


Endereço: Rua Goitacazes, 45 sala 16, Centro - São Caetano do Sul, SP

Neuropsicologia

A neuropsicologia refere-se ao estudo das relações entre cognição e comportamento humano e as funções cerebrais preservadas ou alteradas.

O neuropsicólogo atua no diagnóstico, no acompanhamento, no tratamento e na pesquisa da cognição, das emoções, da personalidade e do comportamento sob o enfoque da relação entre estes aspectos e o funcionamento cerebral. Utiliza instrumentos especificamente padronizados para avaliação das funções neuropsicológicas envolvendo principalmente habilidades de atenção, percepção, linguagem, raciocínio, abstração, memória, aprendizagem, habilidades acadêmicas, processamento da informação, visuoconstrução, afeto, funções motoras e executivas. Estabelece parâmetros para emissão de laudos com fins clínicos, jurídicos ou de perícia; complementa o diagnóstico na área do desenvolvimento e aprendizagem. (Resolução CFP 02/2004).
É indicada por profissionais [psiquiatras, neurologistas, psicoterapeutas, psicopedagogos] para a realização de auxílio diagnóstico. Utilizam-se instrumentos específicos [testes, escalas] que visam esclarecer as dificuldades e potencialidades do indivíduo. Costuma-se solicitar avaliação neuropsicológica nos seguintes casos:

- Avaliação do déficit cognitivo pós Acidente vascular Cerebral (AVC) e Traumatismo Crânio Encefálico (TCE);
- Avaliação de déficit cognitivo pós consumo de substância tóxica [exposição a gases, metais pesados, dentre outros];
- Avaliação de déficit cognitivo pós processos inflamatórios cerebrais [exemplo: meningites];
- Avaliação e acompanhamento associado ao consumo e abuso de substâncias, como álcool e drogas;
- Avaliação e acompanhamento de demências;
- Avaliação de déficit cognitivo, pré e pós operatório nas eplepsias;
- Avaliação de déficit intelectual;
- Diagnósticos diferenciais nos casos como Transtorno do Déficit de Atenção, Transtornos do Aprendizado, Esquizofrenia, Transtornos do Humor, dentre outros Transtornos Psiquiátricos;
- Avaliação da cognição pós situações altamente estressantes [abuso sexual, violência doméstica, acidentes, dentre outros];
- Avaliam-se as seguintes funções [inteligência, raciocínio, praxia construtiva, funções visuais, atenção, memória, funções executivas, reconhecimento de emoções, entre outras] , de acordo com a necessidade de cada caso.